quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Nem sempre TDAH - Distúrbio do Sono





 Falta de sono é uma das principais causas da desatenção no dia seguinte, portanto, fazer as refeições em um horário pré-determinado, cuidando o que, quanto e quando se come, faz com que a alimentação se torne uma das principais aliadas contra a sonolência.", afirma Silvio Júnior, coordenador do setor de ritmos biológicos do Centro de Estudos em Sonolência e Acidentes da Unifesp

(...) “Ao contrário dos adultos, que demonstram cansaço e fadiga no dia seguinte a uma noite mal dormida, as crianças com insônia ou que dormem mal, continuam alertas durante o dia, apresentam menos fadiga  do que os adultos, mas apresentam mais inquietação e desatenção.” A afirmação é da especialista do sono Sabine Scholle, do Hospital Robert Koch de Apola, na Turíngia-DE. (pág 170 e 171 - Livro TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM de Marise Jalowitzki)




Por Sergio José Nunes (dentista do sono)
Publicado neste blog em 19.outubro.2016
http://tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br/2016/10/nem-sempre-tdah-disturbio-do-sono.html


"Amiga, tô tão feliz você nem imagina. Você conhece bem o meu caçula... o Juninho. Sabe como ele era, super agitado e dando um trabalhão em casa e na escola. A Professora até me chamou e aconselhou a procurar um médico pois podia se tratar de um caso de hiperatividade e deficit de atenção. Algumas crianças na escola tomam Ritalina e andam mais calminhas. Fiquei horrorizada só de pensar em ver meu pequeno tomando um tarja preta... Mas se fosse preciso, fazer o quê? Andei protelando esta consulta.




Como ele estava ficando meio dentucinho, acabei marcando uma hora num dentista... bendita hora amiga. Lá chegamos e como sempre quase desmontou a sala de espera do dentista. Que vergonha! O dentista calmamente começou a examinar meu pequeno. Primeiro olhou o nariz depois olhou a garganta e os dentes. Perguntou se ele roncava, se sua respiração durante a noite era ruidosa. Respondi que sim e  além disso se agitava muito durante o sono. O dentista pediu umas radiografias e me aconselhou a consultar um médico do sono. Fomos e foi pedido uma polissonografia (exame de sono),
que acusou uma forte apneia do sono. Este médico nos encaminhou para um otorrino. Am´ggdalas e adenóides estavam crescidas, com isso respirava mal à noite. Otorrino está tratando... seu sono ficou leve e silencioso.

O médico do sono nos ensinou a chamada higiene do sono. Todos em casa se encaixaram nisso. Fiquei sabendo que crianças com apneia são diferentes dos adultos. Adultos em sua maioria ficam sonolentos e preguiçosos já as crianças ficam agitadas e dispersas. O dentista colocou um aparelho para expandir a arcada, me explicou que isso ajudará numa melhor respiração nasal além de melhorar a mordida e estética. Uma fono está cuidando da sua musculatura orofacial. Amiga está valendo todo sacrificio... nem acredito. Sem a medicação tarja preta e a orientação inicial de um dentista, estamos tão felizes lá em casa.
Quem diria, um dentista! Lá na escola ficaram surpresos quando contei. Muitas vezes apneia do sono pode ser confundida com deficit de atenção e hiperatividade."


Pais, atentem para os chamados Distúrbios Obstrutivos Respiratórios do sono

Muitos pais percebem a agitação de seu pequeno durante o sono. É preciso investigar. Pode se tratar de um problema de apinhamento dental, palato ogival, lábios entreabertos, inflamação clínica das tonsilas palatinas, úvula (campainha) alongada... Podem também ser problemas com a alimentação indevida (este é um fator bastante importante - geralmente acompanhado de mau hálito) e também podem ser problemas como congestionamento nasal.

Uma visita ao dentista é, portanto, bastante importante, mesmo em tenra idade, já que uma atresia dos maxilares pode acabar dificultando a passagem do ar pelas vias aéreas. Ao observar seu filhotinho, você logo vai perceber se ele respira pelo nariz ou pela boca e se ronca ou 'sonoriza' o ar com dificuldade.

Assim, faça seguinte:
1) Observe o jeitinho de dormir - seu filho está dormindo de barriguinha pra cima? melhor virá-lo de lado. Crianças que dormem de barriga pra cima ficam com a ponta da língua baixa (atrás do maxilar) e não no céu da boca, o que deixa a língua em posição de obstrução-redução perto da garganta, podendo até mesmo fechar a adenóide, as amígdalas e os maxilares.

2) Leve ao dentista e fonoaudióloga para que observem também a úvula (campainha), bem como a possibilidade de um desvio do septo nasal.

3) Peça uma avaliação para observar se não se trata de rinite alérgica crônica e amigdalites precisam ser acompanhadas, pois atrapalham muito a respiração e causam um sono inquieto e de pouca qualidade.

4) Observe a agitação durante o dia. Lembre-se que, ao contrário dos adultos, uma criança, após uma noite mal dormida, fica bem mais agitada no outro dia. Os adultos ficam sonolentos, enquanto a criança fica bem mais ativa, também mais sujeita a acidentes e atos impulsivos. Hora de fazer uma avaliação para saber as causas e resolver!

5) Preste muita atenção, também, se a criança ronca, se ela tem pesadelos, se ela conversa durante à noite. Sim, podem ser outros fatores, como emoções demais, estímulos demais, eventuais sustos e medos.

6) Tente acompanhar a vida de seu pimpolho o mais possível. Analise se há brigas em casa, como estão as relações na escolinha, pois isso pode gerar pesadelos e a criança acordar gritando. Sim, podem chamar de 'terror noturno', muitas vezes tratável cuidando da alimentação (principalmente a última refeição da noite, que precisa ser leve - nada de café, açúcar, alimentos pesados como feijóes e carnes, etc.), o que pode causar refluxo gastroesofágico, bruxismo (ranger os dentes), sudorese (suor excessivo do tórax e cabeça) e enurese noturna (fazer xixi na cama mesmo quando maiorizinho).

7) O movimento das pernas durante o sono pode também advir de um problema respiratório, mas também pode ser gerado por emoções e mesmo por excesso de exercícios e movimentação. Lembre que o corpinho está em desenvolvimento e crianças saudáveis gostam de correr e se agitar. Realizar uma boa massagem com óleo de camomila ou erva-doce, antes que seu filhote adormeça, vai porporcionar um relaxamento que induz um sono tranquilo e tonificador!

8) Roncar, ainda que pareça estar dormindo, não tem nada a ver com um sono reparador. Na continuidade, há que procurar um especialista e tratar.


Querendo, leia mais sobre o tema:

Dormir não significa ter qualidade no sono. 
Insônia apresenta perturbações diversas, que 
muitas vezes os pais nem notam. Déficit de 
atenção e hiperatividade



Marise Jalowitzki
09.novembro.2017









Entenda a associação entre déficit de atenção e
 distúrbio do sono - "O estudo abre a 
possibilidade de desenvolver tratamentos
para o transtorno sem o uso de medicamentos. 

TDAH e INSÔNIA - 75% das pessoas com déficit de atenção enfrentam problemas para dormir – o que pode ser a origem do transtorno, segundo um novo estudo

Marise Jalowitzki
09.novembro.2017




Figura ilustrativa publicada no site do
Dr. Marcelo Jorge de Souza Leão Andrade

Este post é uma transcrição de tópicos contidos nos links mencionados ao final (Acesse para ler na íntegra). Todos relacionados ao Distúrbio do Sono.

TDAH e Distúrbio do Sono - Complicações da Insônia


Veja AQUI como realizar uma massagem relaxante com óleo de camomila:


Técnicas de relaxamento podem reduzir ou eliminar a tensão corporal e ansiedade. Como resultado, a mente da pessoa é capaz de ficar quieta, os músculos podem relaxar e pode ocorrer o sono repousante. 

Contato, carinho, toque é e sempre foi saudável, produz ocitocina, o hormônio do bem estar

Por Marise Jalowitzki


Maravilha! Bençãos a toda a família! Sempre!



Poderá gostar também de:

OCITOCINA - Oxytocin, Oxitocina - Natural e Sintético - O hormônio do estresse, também do equilíbrio, da felicidade, do orgasmo, do afeto......






Série: Ocitocina para Crianças Hiperativas, com Autismo e outros
Página de Links

Recomendamos aqui sobre a força da ocitocina natural, aquela que o corpo produz ao dar e receber carinho! A sintética, pra variar, tem seus prós e contras! (leia e saiba)

Por Marise Jalowitzki
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2014/11/ocitocina-hormonio-do-estresse-droga-do.html





 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Especialista em Desenvolvimento Humano. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Póa-graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 
blogs:
www.marisejalowitzki.blogspot.com.br

LIVRO TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM

Informações, esclarecimentos, denúncias, relatos e dicas práticas de como lidar 
Déficit de Atenção e Hiperatividade

Nenhum comentário:

Postar um comentário